in

Diretor chorou com sucesso de The Last of Us 2 “este é um jogo da Naughty Dog… nada me deixa mais orgulhoso”

De acordo com o GameSpot, depois que The Last of Us Part II para PS4 recebeu as notas da crítica especializada – em sua grande maioria positivas -, o diretor e escritor da Naughty Dog, Neil Druckmann, enviou um e-mail à equipe para agradecê-los por seu trabalho duro. Ele compartilhou algumas coisas do que disse no e-mail.

Druckmann disse para para Troy Baker, ator de Joel, que no início queria enviar mensagens de agradecimento a todos os desenvolvedores, um por um. No entanto, o tamanho da equipe tornou isso impossível. Em vez disso, ele decidiu enviar um e-mail. Disse que estava escrevendo um texto para o diretor de arte John Sweeney, com quem ele entrou em conflito muitas vezes ao longo do desenvolvimento, e começou a chorar. Sua razão para chorar ainda não está clara para ele.                     

Quando as críticas chegaram, ele foi uma das primeiras pessoas que pensei em escrever pessoalmente. Comecei a escrever esse texto para ele: ‘Cara, eu sei que nem sempre nos olhamos nos olhos…’ Estou escrevendo este texto, estou começando a chorar, e eu não conseguia entender por que estou chorando. Eu percebo que não posso mandar mensagens para todo mundo na equipe – há muitas pessoas na equipe. Só tenho que escrever um e-mail para toda a equipe, e eu não sou muito bom nisso. 

O diretor disse não se lembrar exatamente do que escreveu para sua equipe, mas falou em como estava recebendo muitos elogios pessoais quando as pessoas deveriam entender que fazer The Last of Us 2 foi um trabalho de equipe. Ele também disse à equipe que nunca esteve tão orgulhoso de um jogo no qual trabalhou.

Não me lembro exatamente do que escrevi, mas escrevi sobre meus medos, como se estivesse recebendo muitos elogios e não sendo visto o suficiente como um projeto de equipe – mas este é um jogo da Naughty Dog, em todos os sentidos da palavra. Eu esqueço como eu terminei, mas foi algo para o efeito de ‘Pontuações de críticas são legais, mas ver o orgulho de vocês é o que eu vivo.

As resenhas foram impressionantes e é ótimo ouvir as pessoas adorarem o jogo e o quanto isso ressoa com elas, mas nada chega perto de ouvir você, Laura ou John, ou qualquer membro da equipe que me enviou um e-mail desde que o jogo saiu para dizer que este é o melhor jogo em que já trabalhei. Foda-se os haters. Nada me deixa mais orgulhoso na minha vida do que ter trabalhado na neste jogo.

Druckmann falou sobre como ele não se concentra demais nas vendas. Ele só espera que seus jogos possam ganhar dinheiro suficiente para convencer a Sony a permitir que a Naughty Dog continue fazendo o que faz.

Nosso trabalho não é maximizar lucros ou vendas. O jogo está vendendo bem, e eu não me importo. Só para falar sobre vendas por um segundo, eu só quero vender o suficiente para que possamos fazê-lo novamente. Assim, a Sony continuará confiando em nós e nos dando a liberdade criativa de fazer tudo o que precisamos fazer. E qualquer coisa além disso é apenas molho.

“Eu faria tudo de novo” diz diretor sobre The Last of Us Part II