in

Marlene

Marlene era a líder dos Vaga-lumes e antagonista final de The Last of Us. A captura de movimentos e a dublagem foram feitas por Merle Dandridge.

INFORMAÇÕES BIOGRÁFICAS


NOME Marlene
APELIDO Rainha Vaga-lume
IDADE Cerca de 40 anos
STATUS Morta
DATA DA MORTE 28 de abril de 2034
CAUSA DA MORTE Baleada na cabeça por Joel
RESIDÊNCIA Boston , Massachusetts, EUA
(anteriormente)
 Salt Lake City , Utah, EUA
OCUPAÇÃO Líder dos Vaga-lumes
FACÇÃO Vaga-lumes


DESCRIÇÃO FÍSICA

ESPÉCIE Humana
GÊNERO Feminino
ETNIA Afro-americana
COR DOS OLHOS Castanhos
COR DO CABELO Preto

BIOGRAFIA

Como um Vaga-lume, Marlene lutou contra o domínio totalitário das forças armadas dentro das zonas de quarentena para restaurar uma forma de governo funcional. Os Vaga-lumes foram bem sucedidos em derrubar o domínio militar em várias zonas, como em Salt Lake City, mas seus esforços nem sempre alcançaram os resultados desejados, como em Pittsburgh . Apesar das tentativas dela e de sua organização para restaurar a ordem, seus números diminuíram quando os militares reprimiram e mataram membros encontrados do grupo dentro das zonas. Além de tudo isso, Marlene tinha sua organização vigiando Ellie como parte de sua promessa a Anna.

Ela já foi parceira do irmão de Joel, Tommy, quando ele era um membro dos Vaga-lumes. Depois de um tempo, no entanto, Tommy desistiu da causa e decidiu sair. Antes de partir, ele disse a Marlene que se ela precisasse de alguma coisa, ela poderia contar com Joel para ajudá-la.

Eventos de The Last of Us: American Dreams

Depois de recuar em um tiroteio contra os militares de Boston, Marlene chegou a tempo de salvar Ellie e Riley dos infectados em um shopping abandonado fora da zona. Ela deixou as duas garotas amordaçadas e amarradas antes de levá-las a um túnel de contrabandistas.

Mais tarde, Marlene libertou as garotas de suas amarras. Riley imediatamente pediu para se juntar aos Vaga-lumes, mas Marlene negou, argumentando que muitos homens haviam morrido pela causa. Seu argumento foi interrompido quando contrabandistas hostis chegaram e abriram fogo contra o grupo.

Depois que os contrabandistas foram mortos, Riley persistiu em se juntar e morrer pela causa, se necessário, levando Marlene a apontar uma arma para ela. Pensando que ela iria atirar, Ellie tomou a arma de Trevor e apontou para Marlene para fazê-la soltar a dela. Marlene fez isso, mas afirmou que ela nunca teve a intenção de matar Riley. Ela então revelou que era amiga da mãe de Ellie, Anna, e deu a Ellie um canivete e uma carta. Marlene levou as duas garotas de volta ao internato militar na zona de quarentena.

Eventos de The Last of Us: Left Behind

Algum tempo depois, Marlene mandou os Vaga-lumes trazerem Riley até ela, que ainda estava querendo se juntar aos Vaga-lumes. Seus homens encurralaram Riley em um beco quando ela seguiu Trevor, e levaram a garota para Marlene, dizendo apenas “por que você demorou tanto?” e revelou que ela queria testá-la quando se encontraram pela última vez. Como parte da iniciação de Riley nos Vaga-lumes, Marlene mandou a garota matar um infectado. Quando Riley perguntou se Ellie poderia se juntar à organização, Marlene disse a ela que queria que Ellie ficasse segura na escola militar e proibiu Riley de vê-la novamente. Ciente do relacionamento de Riley e Ellie, Marlene decidiu enviar Riley para outra cidade, mais distante de sua unidade. Riley argumentou fortemente contra a ideia, mas Marlene ignorou seu pedido, planejando a mudança no dia seguinte que Riley se esgueirou de volta para ver Ellie.

Seis semanas depois, Ellie e Riley foram mordidas no mesmo shopping abandonado. Marlene levou Ellie de volta, mas quase atirou nela quando descobriu que tinha sido mordida. Quando Ellie não demonstrou os sintomas do CBI (Infecção Cerebral Cordyceps) como sua amiga Riley, Marlene percebeu que ela era imune. Isso foi fundamental para a causa deles – encontrar uma vacina.

Eventos de The Last of Us

Procurando manter a moral dos Vaga-lumes, Marlene fez um acordo com um contrabandista chamado Robert e comprou um esconderijo de armas. Ela foi fechar o negócio e, durante eventos não vistos, ficou gravemente ferida. Quando ela finalmente localizou Robert, Tess e Joel o mataram. Tess exigiu suas armas de Marlene, que se recusou a desistir delas a princípio. Marlene decidiu ceder quando pediu para que a dupla contrabandeasse algo para fora da cidade. Tess concordou mas exigiu ver as armas antes de fazer o que Marlene queria.

Marlene os levou através das docas, desviando-se das patrulhas militares que ainda procuravam os Vaga-lumes que atacaram o posto de controle dentro da cidade. Ela explicou que seu grupo tentou deixar a cidade, mas os militares impediram. Como resultado, os Vaga-lumes lutaram para se defender.

Ela conduziu Joel e Tess ao seu esconderijo, e na entrada do local apresentou piora nos ferimentos e quase desmaiou. Vendo que Marlene parecia estar em perigo, Ellie surgiu e tentou atacar Joel por trás com um canivete, mas Tess a impediu. Marlene assegurou a sua amiga que se recuperaria, mas ela poderia ir com Tess e Joel. Ellie queria ficar com ela, mas Marlene lembrou que essa era sua única chance de tirá-la da cidade. Marlene pediu a Joel que vigiasse Ellie durante a jornada até o edifício do Capitólio, uma ideia a que Ellie se opôs. Marlene assegurou-lhe que podia confiar em Joel. Uma vez que Ellie estava segura com Joel, Marlene levou Tess para verificar as armas.

Marlene se recuperou de seus ferimentos, ela e os Vaga-lumes sobreviventes deixaram Boston com o intuito de se juntar ao restante do grupo em Salt Lake City. Ao longo do caminho, ela e seus homens foram atacados pelos infectados, perdendo dois de seus membros. Em março de 2034, Marlene mal conseguiu chegar à cidade com o resto de seus homens intactos. Chegando ao hospital, Marlene e os  que restaram conseguiram se reunir a amigos que não viam há dez anos.

Ela logo soube que os Vaga-lumes que deveriam encontrar Ellie e os contrabandistas (Joel e Tess) no Capitólio, foram mortos. Sem saber onde estavam, junto com os prejuízos que sofreu durante sua jornada com seus homens em todo o país, Marlene mergulhou em depressão.

Em 28 de abril de 2034, batedores dos Vaga-lumes relataram que viram um homem mais velho e uma jovem nos túneis, Joel e Ellie. Joel foi deixado inconsciente por um Vaga-lume, enquanto Ellie quase morria afogada. Ela foi levada para a sala de cirurgia para ser examinada. Inicialmente, muito felizes em vê-la, os médicos disseram a Marlene que a mutação do Cordyceps dentro de Ellie, possibilitou a engenharia reversa e criar uma vacina. No entanto, os médicos não podiam operar o cérebro dela sem matá-la. Eles pediram sua “permissão” para ir adiante com o procedimento, para ela uma formalidade, pois não achava que poderia impedir a operação. Era a redenção do grupo rebelde.

Marlene agradeceu a Joel por cuidar de Ellie, grata por ambos terem sobrevivido à provação para chegar ao hospital. Quando ela lhe contou sobre a situação de Ellie e a possibilidade de uma vacina ser produzida, ele se opôs à ideia. Marlene, disse a ele que a morte de Ellie era necessária e muito mais importante do que qualquer coisa que qualquer um pudesse sentir por ela como pais substitutos. Ela disse ao Vaga-lume Ethan para escoltá-lo até a saída e fizesse o que fosse necessário, caso ele tentasse reagir. Mais cedo, outros Vaga-lumes sugeriram a Marlene que ela matasse Joel, mas ela se recusou a matar a única pessoa que entendia o que ela estava passando.

Sua decisão de mantê-lo vivo permitiu que Joel, tendo matado Ethan, interrompesse a operação e salvasse Ellie dos médicos, que estava inconsciente. Carregando Ellie nos braços, Marlene encurralou Joel no estacionamento do hospital para dissuadi-lo com uma arma. Ela tentou intimidá-lo com cenários terríveis que poderiam acontecer com Ellie, morte nas mãos dos infectados, agressão sexual e/ou assassinato cometido por bandidos.

Marlene disse a ele que Ellie iria querer continuar com a cirurgia e que ainda poderia fazer a coisa certa ao entregá-la. Ela abaixou a arma e ergueu as mãos em sinal de paz, mas Joel atirou na Vaga-lume e colocou Ellie dentro de um carro. Sangrando, Marlene implorou a Joel para deixá-la viver. No entanto, ele afirmou que ela perseguiria Ellie, então ele atirou em Marlene no rosto. No caminho de volta para Jackson, no banco de trás, Ellie acorda, e Joel, dirigindo, mente dizendo para Ellie que Marlene e os Vaga-lumes desistiram de procurar uma cura.

Relacionamentos

Tess

Está implícito que Marlene e Tess se conheciam antes dos eventos do jogo. Se o relacionamento delas era pessoal ou através do conhecimento mútuo de sua respectiva notoriedade é desconhecido. Tess se importava com ela até certo ponto, perguntando se ela estava bem ao mostrar sinais de dor devido ao ferimento de bala. No entanto, Marlene era vista como indigna de confiança por Tess, pela maneira como se recusou a fazer qualquer contrabando até ver a mercadoria que prometera, mas foi com ela verificar, garantindo que a Vaga-lume não a enganasse. O relacionamento delas parecia ser de negócios, as duas interagindo apenas com o interesse em usar uma a outra para ganho pessoal; Marlene dando armas para Tess, e Tess escoltando Ellie em segurança para Marlene.

Joel 

Joel conhecia Marlene como a líder dos Vaga-lumes, desde que seu irmão Tommy se juntou a milícia. Antes de sair, Tommy disse que se ela tivesse problemas, poderia contar com Joel. Joel é bastante cético quanto as promessas de esperança dos Vaga-lumes, em especial as transmitidas por Marlene.

Quando Joel finalmente entregou Ellie aos Vaga-lumes, Marlene comparou seu vínculo com Ellie e compreendeu que, como pais substitutos de Ellie, a decisão de matá-la para desenvolver uma vacina era difícil para ela e Joel. No entanto, Marlene relutantemente decidiu matá-la enquanto Joel tentava salvar Ellie desse destino, demonstrando quão diferentes eram suas filosofias; Marlene sempre foi sobre salvar a humanidade, não importa o custo, apesar de pessoal, mas Joel sempre foi sobre si mesmo, aprendendo a detestar a humanidade em vez de querer salvá-la. O choque dessas filosofias justapostas culminou em Joel matando Marlene com medo de que ela fosse atrás de Ellie.

Ellie

Marlene foi descrita por Ellie como “apenas uma amiga, eu acho”. Marlene tratou Ellie como sua filha substituta, seguindo o desejo de sua amiga Anna. Apesar do carinho que ganhou por Ellie, protegendo-a das forças armadas e depois acreditando que estava imune, Marlene ainda estava disposta a sacrificar Ellie para encontrar uma vacina. Ela tentou convencer Joel, dizendo que o que ele sentia, nem se comparava com o que ela passou.

As duas eram próximas o suficiente para que Ellie não quisesse se separar dela, que sentiu necessidade de protegê-la quando viu Joel entrar na sala com uma Marlene visivelmente ferida.

Ethan

Mesmo com o pouco mostrado do relacionamento com ele, Marlene respeitava Ethan, sendo um aliado dela devido a suas crenças compartilhadas. Ethan seguia seus comandos como um leal Vaga-lume. Marlene confiou nele para escoltar Joel para fora do hospital, embora esse excesso de confiança em Ethan tenha permitido que Joel escapasse.

Tommy

Marlene ficou íntima de Tommy durante sua época como Vaga-lume. Eles eram próximos o suficiente ao ponto de ele contar a ela sobre seu irmão Joel e até recomendá-lo se ela precisasse. Os dois raramente se viram depois que ele deixou o grupo rebelde, mas ela tinha convicção que ele ainda era um bom homem.

Curiosidades

Ellie se refere a Marlene como “apenas uma amiga, eu acho”, apesar de Marlene cuidar dela pouco depois de nascer. Como tal, é incomum que ela ache que Joel é mais próximo dela do que Marlene, possivelmente porque Marlene a enviou para um internato militar.
– Dada a personalidade emocionalmente fechada de Ellie, também é possível que ela tenha se sentido desconfortável se abrindo para falar sobre Marlene como uma amiga íntima.
– Marlene carrega o mesmo tipo de pistola de 9mm que Ellie.
– Sua roupa no final do jogo tem semelhança com a roupa de Elena Fisher em Uncharted: Drake’s Fortune, um jogo também feito pela Naughty Dog .
– O diretor criativo Neil Druckmann comentou que ele, sem querer, fez Marlene refletir a crença de David: “tudo acontece por uma razão”;  que Marlene reitera indiretamente a Joel: “talvez fosse o destino”. Ele observou que provavelmente aconteceu devido a ele “pensar sobre isso, então naturalmente os personagens acabam falando sobre isso enquanto você está escrevendo”.
– Originalmente, Marlene morreu na sala de cirurgia, mas a Naughty Dog anulou a ideia e removeu a cena.
– Durante sua concepção inicial, Marlene era apenas uma médica que conhecia a imunidade de Ellie e onde as pessoas que desenvolviam uma cura podiam ser encontradas. Ela acompanhou Joel e Ellie até ser mordida e morrer infectada, substituindo o papel de Tess (que originalmente era a principal antagonista). Mais tarde, um programador da Naughty Dog sugeriu que Marlene fosse trazida de volta e expandida, eventualmente se tornando a líder daqueles que ainda procuravam uma cura (que depois se tornou os Vaga-lumes).

PERSONAGENS
Progresso

30%

CAPÍTULOS
Progresso

15%