in

Série de TV de The Last of Us na HBO vai expandir história original não desfazê-la, assegura produtor

Ainda sem data de estreia, a série de TV de The Last of Us na HBO anunciada em março desse ano, é o próximo passo na carreira de Neil Druckmann e Craig Mazin (Cherobyl), e de acordo com o IGN, em um especial da BBC, Mazin, criador da minissérie sobre o desastre nuclear soviético de 1986, falou sobre o projeto atual que está trabalhando com a Naughty Dog e Druckmann, explicando o processo de cuidado por trás da adaptação da história do game para a televisão, garantindo aos fãs que planejam “expandir” o material de origem em vez de “desfazê-lo”.

Acho que os fãs de algo se preocupam com o fato de que, quando a propriedade é licenciada para outra pessoa, essas pessoas realmente não a entendem ou vão mudar. Nesse caso, estou fazendo isso com o cara que fez isso, e as mudanças que estamos fazendo são projetadas para preencher e expandir as coisas, não para desfazer, mas para melhorar.

Craig, que já deixou claro seu amor pelo jogo, descreveu o projeto como um “sonho tornado realidade”, reconhecendo as fortes emoções associadas a obra e os desafios que podem criar.

Estamos criando novamente e também reimaginando o que já existe para apresentar um formato diferente. É um sonho que se tornou realidade para mim. Estou um pouco assustado porque muitas emoções relacionadas a este jogo são bastante intensas. Acho que provavelmente vou me esconder em um bunker por um tempo, porque você não pode fazer todo mundo feliz!

A série que será inicialmente baseada nos acontecimentos do primeiro game, contará com Joel e Ellie, além de personagens já conhecidos e a trilha sonora de Gustavo SantaolallaKaitlyn Dever disse que amaria ser EllieJosh Brolin foi sugerido por Troy Baker. A produção está em andamento e deve ter Johan Renck, que já dirigiu Breaking Bad e Chernobyl no comando do episódio piloto.