in

Naughty Dog quer continuar fazendo jogos single player, em especial The Last of Us e Uncharted

Várias empresas têm se distanciado da produção de experiências para um jogador, mas o estúdio afirma que não tem planos de abandonar o que está em seu “DNA”.

Nessa semana, uma das desenvolvedoras de jogos eletrônicos mais populares do mundo, cujos principais trabalhos são experiências single player, conquistou mais 3 prêmios com The Last of Us Part II, e anunciou através de sua conta de recrutamento no twitter, que está preparando seu primeiro jogo multiplayer online stand alone. Em conversa com o GameInformer, os copresidentes da Naughty Dog, Evan Wells e Neil Druckmann, falaram sobre o presente e o futuro do estúdio.

Questionados inicialmente sobre terem começado a fazer jogos focados para crianças na época, e agora criarem experiências mais voltadas para o público mais maduro, Wells disse que muito disso vem do amadurecimento da equipe, mas também da indústria e do médio amadurecimento. “Quando estávamos fazendo Crash Bandicoot, não podíamos conceber um jogo como The Last of Us, simplesmente não era tecnicamente viável.” disse, ressaltando a limitação dos hardwares até o PS3. “Temos mais flexibilidade agora. Agora podemos nos dar ao luxo de escolher o estilo, o tipo de história e o tipo de jogo que queremos criar.” completou, Druckmann.


Wells disse que eles até poderiam voltar às raízes, se tivessem recursos e tempo infinitos, citando o bom trabalho que a Insomniac está fazendo com Ratchet and Clank. “É ótimo ver essas coisas. Nosso tempo é limitado, sabe, tenho 48 anos e quantos jogos mais você pode fazer, então você precisa escolher.” Argumenta.


Citados sobre serem um dos melhores estúdios de games da atualidade, ele disse que tentam fazer jogos que emploguem. “Tentamos fazer jogos que sejam divertidos de jogar e bem recebidos pelos nossos fãs, e gratificantes para a equipe criar. Não somos movidos por nenhuma pressão da Sony para fazer algo em particular.”


Diversas empresas têm se distanciado da produção de jogos single player voltados para a história. Recentemente, a Ubisoft, por exemplo, anunciou que desenvolveria mais jogos free-to-play cauda longa, mas Wells afirma que a Naughty Dog não tem planos de abandonar o que está em seu “DNA”.

“Está no nosso DNA contar essas histórias. Acho que isso vai continuar. As experiências para um jogador são muito queridas para nós. É o que atraiu muitas pessoas para a Naughty Dog, e é isso que as inspira, então acho que vamos continuar assim enquanto pudermos.”


Druckmann reforça que a Sony não ordena que eles criem um determinado tipo de jogo, coforme os ventos do mercado sopram, que eles sabem que “quando você trabalha em algo que o entusiasma, algo que o apaixona, você fará um ótimo trabalho.”

The Last of Us & Uncharted

Embora Nathan Drake tenha se aposentado em A Thief’s End, o estúdio não descarta voltar a trabalhar na IP que os consolidaram, além do desejo de criar novas franquias.

“Acho que há entusiasmo para desenvolver uma nova IP”, disse Wells. “Mas ainda há muito amor por Uncharted e The Last of Us, e acho que você verá os dois tipos de projetos de nós no futuro.”



Qries

APOIE: catarse.me/projetosurvivor