in

Lucasfilm estaria com medo de perder Pedro Pascal se The Last of Us HBO “decolar”

Ator de The Mandalorian da Disney, que também vai interpretar Joel na adaptação do jogo da Naughty Dog, tem contrato que prioriza série de TV da HBO.

Reedição @bosslogic
Compartilhe

A adaptação de The Last of Us para série de TV da HBO está em produção. Pedro Pascal e Bella Ramsey vão estrelar o live action como Joel e Ellie. O show, ainda sem data de estreia, vai recontar a história dos personagens principais do jogo PlayStation, acrescentando acontecimentos inéditos e expandindo os eventos da trama já conhecidos pelos jogadores.

Pascal, que já integrou o elenco do sucesso da HBO Game of Thrones e atualmente também contratado pela Lucasfilm da Disney em The Mandalorian, assinou novamente com a HBO, dessa vez, para interpretar o contrabandista em The Last of Us.

Desde sua participação como Oberyn Martell em 2014 em GOT, ganhou a atenção de Hollywood, o que o levou a Narcos da Netflix, ao filme Kingsman: The Golden Circle e The Equalizer 2. Entre seus trabalhos em longas mais recentes estão We Can Be Heroes e a sequência do blockbuster da HBO Max, Mulher Maravilha, 1984.

No próximo dia 2 de abril ele completa 46 anos, e de acordo com o wegotthiscovered, o insider Daniel Richtman afirma que a Lucasfilm está tentando segurá-lo no caso de a adaptação do videogame da Naughty Dog se torne um sucesso. Mesmo que seu trabalho em O Mandaloriano de Star Wars se resuma a cabine de gravação, fazendo a dublagem do personagem com capacete, onde a maioria das cenas – de ação, são performadas por um dublê, a produtora não queria perdê-lo totalmente. Conforme noticiamos anteriormente, o contrato de Pedro Pascal com a série de The Last of Us é de “first position”, que na linguagem da TV significa que o programa tem precedência sobre qualquer outro programa do qual um ator possa fazer parte. Portanto, se houver um conflito de agendamento, o programa que está em “primeira posição” vence.

“A Lucasfilm está tentando prender Pedro por um tempo, eles estão com medo de perdê-lo se The Last of Us decolar”, diz Richtman.

A HBO tem o direito legal e contratual de impedi-lo de retornar como Din Djarin no caso de um conflito de agendamento potencial surgir, mas a Lucasfilm sob o comando da Disney parece que continuará colaborando para fazer isso funcionar bem para ambas as partes.

Siga-nos no twitter.com/TheLastofUsBR para mais novidades sobre a série de TV e fique de olho em thelastofus.com.br/HBO


Compartilhe