in

Em alguns casos, jogadores poderão decidir quem vive e quem morre em The Last of Us Part II

Durante a E3 2018, a Naughty Dog revelou, além da demo do gameplay, diversas novidades sobre The Last of Us Part II. Uma delas foi que os inimigos serão mais astutos e os combates poderão ser na base do improviso. A desenvolvedora está empenhada em fazer do realismo carro-chefe do game.

Em contrapartida, ela confirmou ao Eurogamer que em determinadas situações, mesmo não sendo um jogo de mundo aberto, os jogadores terão mais liberdade para tomar decisões, mas que vai depender do momento. Em alguns casos, Ellie poderá ignorar, não matar os inimigos e avançar conforme sua vontade. Já em outros terá que fazer o que está no roteiro.

Vale ressaltar que em The Last of Us já era possível fazer algo parecido, como evitar os infectados, caçadores, militares e avançar no jogo, mas executar ou não, não era uma opção. Exceto 2 de 3 médicos do hospital em Salt Lake City.

– Naughty Dog está levando realismo de The Last of Us Part II a um novo nível, elogia especialista

– The Last of Us Part II: Como a Naughty Dog está aprimorando o combate e empenhada no realismo e originalidade

– The Last of Us Part II na E3 2018: 10 coisas que você precisa saber