in

Druckmann lamenta morte de George Romero e diz que The Last of Us não existiria sem a sua inspiração

Morreu neste domingo (16), aos 77 anos., o cineasta George A. Romero, um dos precursores dos filmes de zumbis modernos. Responsável pelo clássico “A Noite dos Mortos-Vivos” o diretor foi vítima de um câncer de pulmão, no qual vinha lutando há algum tempo.

Através do Twitter, o diretor e escritor de The Last of Us  e The Last of Us Part II, Neil Druckmann, lamentou e disse que o primeiro game não existiria sem a sua inspiração.

RIP (Descanse Em Paz) George Romero. como um aluno que tive o privilégio de trabalhar brevemente com você. The Last of Us não existiria sem a sua inspiração.

RIP George Romero… as a student I had the privilege of briefly working with you. The Last of Us wouldn’t exist without your inspiration.

— Neil Druckmann (@Neil_Druckmann) 16 de julho de 2017


O dog já mencionou o diretor em diversas entrevistas, quando questionado sobre suas influências para a concepção do game.