in

Diretor de The Last of Us 2 agradece e celebra recorde de prêmios; Franquia de jogos é a mais premiada da história

Druckmann diz que ter tantas pessoas conectadas a Part II excedeu todas as expectativas da Naughty Dog.

Compartilhe

O primeiro jogo que deu início a jornada de Joel e Ellie teve uma estreia melhor do que o esperado pela Naughty Dog em 2013. The Last of Us, que poderia ter se chamado Mankind e quase foi revelado antes da hora em 2011, quando o diretor criativo Neil Druckmann esqueceu seu iPad em um avião com o trailer de anúncio armazenado nele, virou referência em narrativa e jogabilidade. Neil co-criou a obra com Bruce Straley.

7 anos depois, a chegada de The Last of Us Part II deu um novo sentido e rumo a franquia. A introdução de Abby, nova personagem que protagonizou a história de sobrevivência junto com Ellie, dividiu a comunidade de jogadores, e os vazamentos contribuíram negativamente para isso, conforme também opinião de Laura Bailey.

Essa semana o segundo jogo que já tinha superado o primeiro em número de prêmios de “Jogo do Ano”, ultrapassou The Witcher 3: Wild Hunt da CDPR tomando a posição de jogo mais premiado de todos os tempos.

Hoje no twitter Druckmann agradeceu e celebrou a conquista:

Cara… apenas entregar um jogo dessa escala pode parecer um milagre. Mas ter tantas pessoas conectadas a ele excedeu nossas expectativas mais extravagantes. Estamos extremamente gratos.

Somado aos prêmios de The Last of Us, a parte 2 contribuiu para tornar a franquia de jogos a mais premiada da história, com mais de 500 prêmios GOTY. Além disso, os incontáveis prêmios em várias categorias, de diversas premiações, que ambos os jogos venceram, tornam esses números ainda maiores.

Nesta tarde a The Academy of Interactive Arts & Sciences (AIAS) anunciou os indicados para o 24º D.I.C.E. Awards. The Last of Us Part II foi indicado em 11 categorias. Os vencedores serão revelados na cerimônia que acontece no dia 8 de abril.


Compartilhe