in

Desenvolvedor explica que mecânicas do gameplay de TLOU 2 não funcionariam em The Last of Us Part I

Jonathan Benainous da Naughty Dog sugere que é preciso jogá-lo para experienciar as novidades.

O gameplay de The Last of Us Part I revelado antes da hora está rendendo duras críticas a Naughty Dog. O estúdio que já atravessou um mar de vazamentos em 2020 com The Last of Us Part II, se viu obrigado a antecipar seus planos apresentando um vídeo onde detalham todas as novidades do novo jogo.

Os desenvolvedores tem esclarecido uma série de perguntas feitas pelos fãs nas redes sociais, onde a principal reclamação, é que o jogo não aparenta ter novidades na jogabilidade, e que também não se justifica cobrar o preço que está sendo vendido.

Jonathan Benainous disse que se eles tivessem adicionado a mecânica do segundo jogo na versão reconstruída para PS5, não teria funcionado.

“As pessoas reclamam da jogabilidade assistindo a um vídeo, mas ninguém realmente estava com a mão no controle. Tendo jogado ambos, não há comparação entre PS3 e PS5. E o propenso, teria simplesmente quebrado a jogabilidade e o espaço de combate, pois não foi construído dessa maneira originalmente.”

Isso não foi o bastante. Jogadores então começaram a falar que o game foi abordado como um Remake, e ser reconstruído e aprimorado trouxe essa expectativa.

Independente de toda a polêmica envolvendo a jogabilidade, isso serviu para formentar ainda mais o lançamento para PlayStation 5 em 2 de setembro, que tem altos índices de popularidade.



PRÉ-VENDA DE THE LAST OF US PART I


THE LAST OF US INSIDE