in

8 motivos por que o remake The Last of Us Part I vale a pena

Combates melhorados, animações mais realistas e um gameplay refinado é só um pouco do que nos aguarda em setembro.

The Last of Us é sem dúvidas um dos títulos mais aclamados da sétima geração de consoles. A história de Joel e Ellie emocionou a todos e mostrou como uma história bem contada, e personagens carismáticos conseguem elevar uma obra ao status de “clássico moderno”.

Durante o Summer Game Fest foi anunciado que o game ganhará seu remake em 2022, intitulado agora de ‘The Last of Us Part 1’. Apesar de estarmos felizes de viver essa história novamente, a notícia gerou um grande debate se vale ou não adquirir o remake, que alguns julgam desnecessário.

Hoje eu vou listar alguns motivos do porquê o remake The Last of Us Part 1 vale a pena, bora lá!

Melhoria dos gráficos

Quando pensamos em um remake, qual a principal novidade que queremos ter: Os Gráficos!

O título original já impressionava em sua época por conta de texturas bem feitas e uma linda expressão facial, mas pelo trailer que foi apresentado e todas as prévias divulgadas pela Naughty Dog, tais feitos parecem ter melhorado muito.

O avanço da tecnologia permitiu que mudanças realmente consideráveis surgissem, dando destaque para a modelagem dos personagens e suas expressões faciais, que buscam uma proximidade com The Last of Us Part II e o superam em realismo.

Em entrevista, Neil Druckmann (presidente da Naughty Dog) afirmou com o jogo sendo completamente refeito, a atuação e captura de movimentos de Troy Baker (Joel) e Ashley Johnson (Ellie) puderam ser melhor aproveitados, com animações e nuances gráficas que não chegaram ao corte final em 2013.

Os desenvolvedores ainda afirmaram que, com o jogo sendo completamente refeito, o remake vai “ultrapassar os limites da fidelidade visual”.

Jogabilidade atualizada e melhorada

Um dos pontos mais fortes de The Last of Us Part II é sua jogabilidade fluida e extremamente dinâmica. Algo que pode animar os fãs, é que veremos exatamente isso no remake, já que ele deve aproximar-se mais do que foi visto na sequência e entregar combates melhorados, animações mais realistas e um gameplay refinado.

A Naughty Dog afirma que deseja “permitir que ainda mais pessoas aproveitem o jogo”, o que mostra a dedicação da produtora a entregar uma considerável melhora para o projeto.

Cenários e paisagens refeitas

Não foi só o design dos personagens que foi retrabalhado, as paisagens e todo o cenário do jogo também foram refeitos do zero, trazendo correções de iluminação, texturas melhoradas, sombreamento, e a adição das novas tecnologias permitidas pelo hardware mais potente, como uma resolução melhorada e ray tracing.

Performance da nova geração

Já seguindo essa informação, o desenvolvimento focado no Playstation 5 permitiu que a performance de The Last of Us fosse modernizada e aprimorada para os padrões atuais.

Enquanto o título original mantinha a taxa de quadros em 30fps, o remake pretende abusar do poder do console e atingir os 120fps e elevando a resolução para o 4k. Essas melhorias não trazem só uma cara nova para a história que amamos, mas também ajuda na imersão deste universo, já que o poder gráfico fica cada vez mais realista.

Chegada ao PC

Uma das grandes surpresas do anúncio é que The Last of Us Part 1 está chegando ao PC.

Ainda não há data de lançamento para essa versão, apesar de já ter sido confirmado que ela está em desenvolvimento. Assim, um novo público terá a oportunidade de aproveitar essa ótima história em sua edição definitiva, seguindo os moldes de outros títulos da Sony que também chegaram ao PC, como Days Gone e God of War.

Novos conteúdos e histórias extras?

Apesar dessa informação ainda não ter sido confirmada, é uma prática comum dos remakes atualizarem alguns pontos da história ou simplesmente adicionarem arcos totalmente novos, que deixam a experiência ainda mais rica.

Sabemos que alguns pontos da campanha já vão ser explorados na série de The Last of Us na HBO, mas nada impede que tenhamos algumas adições no remake também, como mais informações sobre a vida de Joel e Tommy, a história de Bill e fulano, uma história maior em Left Behind? O que mais vocês gostariam de ver adicionado na campanha?

Hype para a série da HBO

Eu sei, eu sei… é meio impossível esse hype ficar ainda maior, mas se a indústria do entretenimento nos ensinou alguma coisa é que o hype nunca será o suficiente.

Com a chegada da série de The Last of Us em 2023, nada melhor que revisitar essa a obra original com seu visual atualizado não é mesmo? O remake conta com a adorada campanha e sua DLC Left Behind, que deixam a história completinha para você se emocionar novamente ou chorar pela primeira vez!

Nostalgia

Reviva momentos marcantes. Reviva um clássico!

Preços e versões de The Last of Us Part 1

Para finalizar, The Last of Us Part I foi anunciado com três edições diferentes, sendo elas Padrão, Digital Deluxe e Firefly Edition. Por enquanto, a edição Firefly ainda não foi confirmada para o Brasil.

Edição Padrão: R$ R$ R$ 349,90 Comprar
Digital Deluxe: R$ R$ 399,50 Comprar
Firefly Edition: US$ 100 (apenas Estados Unidos)

Ao garantir o jogo na pré-venda, o jogador recebe suplementos extras de habilidades e peças de armas adicionais como bônus. Além disso, não se sabe se os valores serão mantidos para a edição do PC, ou em qual serviço o game estará disponível, como Epic Games Store ou Steam.

Presente na Digital Deluxe Edition:
Habilidade de Velocidade de fabricação aumentada
Habilidade de Velocidade de recuperação aumentada
Melhoria de Aumento de velocidade de recarga de 9 mm
Melhoria de Aumento de capacidade de carregador de rifle
Modificador de Jogabilidade de flechas explosivas
Filtro Pontilhado Punk
Modo de Speedrun
Seis skins de arma

Jogo será lançado no dia 2 de setembro para PlayStation 5.


Saiba mais >>>



PRÉ-VENDA DE THE LAST OF US PART I 👇


THE LAST OF US INSIDE